Obama condecora 24 por feitos artísticos, de ópera a "Star Wars"

quarta-feira, 10 de julho de 2013 20:33 BRT
 

WASHINGTON, 10 Jul (Reuters) - Citando o poder de artistas e acadêmicos para abrir mentalidades, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condecorou nesta quarta-feira 24 personalidades, incluindo o criador de "Star Wars", George Lucas, e a veterana escritora Joan Didion.

"Eles nos desafiam a pensar, a questionar e a descobrir, a buscar esse significado interior", disse Obama ao entregar a Medalha Nacional das Artes e a Medalha Nacional de Humanidades, numa cerimônia no Salão Leste da Casa Branca.

Ao entregar a medalha a Lucas, Obama contou que se lembra da primeira vez que viu "Star Wars". "Há toda uma geração que pensa que os efeitos especiais sempre foram como hoje. Mas costumava ser que você via, tipo, o fiozinho nas maquetes de naves espaciais."

Obama, conhecido por seu apreço por beisebol e futebol americano, pareceu especialmente animado por entregar uma medalha a Frank Deford, lendário cronista esportivo que passou 50 anos na revista Sports Illustrated.

"Frank, cresci lendo a Sports Illustrated, e acho que foi muito bom para mim", disse ele, motivando risos.

Um dos momentos mais pungentes da cerimônia foi quando Obama caminhou até a beira do palco para cuidadosamente colocar a medalha no pescoço da escritora Didion, de 78 anos, frágil e elegante.

"Hoje, após décadas de carreira, ela continua sendo uma das nossas mais agudas e respeitadas observadoras da política e da cultura americanas", disse Obama, descrevendo como Didion se alfabetizou sozinha numa família que estava sempre de mudança, acompanhando o pai dela, militar.

Outros ganhadores de medalhas foram Herb Alpert, que tornou a música latina popular na década de 1960 e foi cofundador da A&M Records, a soprano Renée Fleming, o dramaturgo Tony Kushner e a comediante Elaine May.

(Reportagem de Roberta Rampton)