Stevie Wonder vai boicotar Flórida por lei citada em polêmica racial

terça-feira, 16 de julho de 2013 19:41 BRT
 

16 Jul (Reuters) - O cantor Stevie Wonder disse que não vai se apresentar mais na Flórida enquanto o Estado norte-americano não revogar uma lei citada pela defesa do autor de um homicídio com conotações raciais.

O artista, que é negro, fez essas declarações durante show no domingo na Cidade do Québec, no Canadá, conforme mostra vídeo divulgado no YouTube.

“"Pelo dom que Deus me deu, e pelo que eu possa significar, decidi hoje que até que a lei 'defenda seu território’' seja abolida na Flórida nunca mais vou tocar lá”", disse Wonder, sob aplausos.

Ele não citou nominalmente o caso de George Zimmerman, absolvido no sábado da acusação de ter assassinado o adolescente negro Trayvon Martin, ocorrido em 2012 na localidade de Sanford, na Flórida.

A promotoria disse que Zimmerman, que é branco e hispânico, confundiu Martin com um criminoso por ele ser negro. Advogados de Zimmerman alegaram legítima defesa.

A lei da Flórida, aprovada em 2005 e copiada de alguma forma por cerca de outros 30 Estados, permite que pessoas temendo por suas vidas usem força mortal, sem ter que se retirar do confronto, mesmo que isso seja possível.

(Por Eric Kelsey)