Ex-vocalista do Sex Pistols será contemplado como "ícone da música"

quinta-feira, 18 de julho de 2013 14:41 BRT
 

18 Jul (Reuters) - Johnny Rotten pode até não gostar, mas está começando a se tornar Johnny Ícone. Aos 57 anos, o ex-vocalista do Sex Pistols, a anárquica banda punk dos anos 1970, está prestes a receber um prêmio por sua contribuição para a música, da organização de direitos musicais BMA, embora tenha rejeitado homenagens anteriores.

O cantor e compositor John Lydon, que usava o nome Johnny Rotten quando interpretava canções como "Pretty Vacant" e "Anarchy in the UK", será contemplado com o prêmio de "ícone" da BMI em uma festa de gala em Londres, em 15 de outubro.

Com o cabelo cor de laranja que é sua marca registrada, Lydon e os Pistols são considerados os lançadores do rock punk na Grã-Bretanha e inspiraram dezenas de outros músicos com seu palavreado e ira antissistema.

"John Lydon é um verdadeiro ícone cuja influência na música, moda e arte se fez sentir em todo o mundo", disse Del Bryant, presidente e CEO da BMI, em um comunicado.

Lydon não estava disponível de imediato para comentar o prêmio, mas a notícia da homenagem foi publicada em seu site e tuitada por sua atual banda, a Public Image Ltd, o que parece indicar que ele aceitou.

Isso contrasta com 1996, quando Lydon chamou o Museu do Hall da Fama do Rock, nos EUA, de "mancha de xixi", depois que se anunciou que os Sex Pistols seriam incorporados ao museu do Estado de Ohio.

(Reportagem de John Amritha)