Cantor Chris Brown diz ser inocente de acusação de colisão e fuga

terça-feira, 23 de julho de 2013 18:50 BRT
 

LOS ANGELES, 23 Jul (Reuters) - O cantor de R&B Chris Brown se declarou inocente nesta terça-feira da acusação de colisão e fuga em um caso que pode implicar pena de prisão para o artista vencedor do Grammy, disse um porta-voz da Corte Superior de Los Angeles.

Brown estava em liberdade condicional por agressão, decorrente do espancamento de sua então namorada e colega de R&B Rihanna, quando se envolveu em um acidente de trânsito em Los Angeles em 21 de maio de 2009. Ele teria colidido contra a traseira de outro veículo e fugido do local.

Acusações menores de dirigir sem uma habilitação válida e comprovante de seguro foram retiradas.

Na semana passada, um juiz revogou a condicional de Brown devido ao acidente de trânsito e vai determinar no próximo mês se a conduta do cantor de "Kiss Kiss" violou os termos de sua liberdade condicional, o que poderia levá-lo à prisão.

Brown, de 24 anos, foi condenado a cinco anos de liberdade condicional, a 180 dias de serviço comunitário e a aconselhamento contra violência doméstica após o caso de agressão contra Rihanna na véspera do Grammy Awards 2009.

O cantor deve comparecer ao tribunal em 15 de agosto para a sua próxima audiência sobre o acidente de trânsito.

(Reportagem de Eric Kelsey)