Atriz Amanda Bynes é detida para avaliação psiquiátrica na Califórnia

terça-feira, 23 de julho de 2013 18:56 BRT
 

LOS ANGELES, 23 Jul (Reuters) - A problemática atriz Amanda Bynes foi levada a um hospital para ser submetida a um tratamento psiquiátrico involuntário após se envolver em uma confusão no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, disseram autoridades nesta terça-feira.

O porta-voz do Departamento do Xerife do Condado de Ventura, Don Aguilar, se recusou a descrever o incidente que levou os agentes a prender Bynes e enviá-la para avaliação psiquiátrica.

Mas a imprensa local afirmou que a atriz de 27 anos tinha começado um incêndio na garagem de uma casa em Thousand Oaks, no subúrbio de Los Angeles, onde nasceu e cresceu.

O Corpo de Bombeiros do Condado de Ventura confirmou que respondeu na noite de segunda-feira a um incidente envolvendo um tambor de gasolina incendiado em uma garagem e que Bynes estava no local, mas não quis dizer se ela foi acusada de iniciar o incêndio.

O pequeno incêndio, que queimou a entrada da garagem, foi extinto por moradores, afirmou o Corpo de Bombeiros.

Sob a lei da Califórnia, uma pessoa pode ser detida para uma avaliação da saúde mental por até 72 horas. O advogado de Bynes não retornou uma mensagem da Reuters para comentar o assunto.

A atriz ganhou destaque aos 13 anos quando teve seu próprio programa cômico no canal Nickelodeon, mas dominou as manchetes dos jornais no ano passado por seu comportamento errático, problemas jurídicos e mensagens estranhas no Twitter.

Bynes, em liberdade condicional na Califórnia por dirigir com a carteira de habilitação suspensa, está em julgamento no Estado sob a acusação de dirigir sob a influência de droga e em Nova York sob a acusação de posse de maconha e de jogar um "bong", aparelho para fumar drogas, pela janela.

(Reportagem de Eric Kelsey)