Grã-Bretanha impede cantora de deixar país com anel de Jane Austen

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 10:56 BRT
 

Por Li-mei Hoang

LONDRES, 2 Ago (Reuters) - O governo britânico está tentando impedir a cantora pop norte-americana Kelly Clarkson de retirar do país um raro anel de ouro e turquesa que pertenceu à escritora Jane Austen, no século 19.

A cantora, primeira vencedora do programa de calouros "American Idol", há mais de uma década, comprou a joia em um leilão no ano passado, por mais de 150 mil libras (227 mil dólares).

O ministro britânico da Cultura, Ed Vaizey, proibiu temporariamente a exportação do anel, e pediu a um comprador do próprio Reino Unido que se apresente e mantenha a peça no país.

"Ela (Austen) é uma das nossas maiores escritoras e dos nossos maiores tesouros nacionais, e acho que as pessoas vão lamentar muito" se o anel deixar a Grã-Bretanha, disse Vaizy à rádio BBC na sexta-feira.

O anel é uma das três joias ainda existentes que sabidamente pertenceram à autora de "Orgulho e Preconceito" e "Razão e Sensibilidade". Ele está acompanhado de documentos que descrevem sua história dentro da família.

Os compradores têm até 30 de setembro para cobrir o valor de 152.450 libras que Clarkson pagou pelo anel. Se nenhum comprador privado ou institucional aparecer até lá, a licença de exportação será concedida a Clarkson, que se diz uma "grande fã" de Austen.

Mas a decisão sobre a autorização pode ser adiada até 30 de dezembro caso haja provas de que algum comprador britânico tem a firme intenção de arrecadar a quantia necessária.

Nenhum porta-voz de Clarkson foi localizado para comentar.

 
Kelly Clarkson durante apresentação no encontro anual de acionista do Walmart em Fayetteville, no Arkansas. O governo britânico está tentando impedir Clarkson de retirar do país um raro anel de ouro e turquesa que pertenceu à escritora Jane Austen, no século 19. 7/07/2013. REUTERS/Rick Wilking