Rapper 50 Cent diz ser inocente de acusação de violência doméstica

segunda-feira, 5 de agosto de 2013 18:38 BRT
 

LOS ANGELES, 5 Ago (Reuters) - O rapper norte-americano 50 Cent declarou-se inocente nesta segunda-feira por supostamente ter chutado sua ex-namorada, e um juiz ordenou que ele fique longe da mulher e que se livre de suas armas.

O rapper vencedor do Grammy, cujo nome verdadeiro é Curtis Jackson, usava um terno e ficou em silêncio na audiência referente a um incidente de junho no condomínio de sua ex-namorada, a modelo Daphne Narvaez, que é a mãe de seu filho.

O juiz Bernard Kamins, da Corte Superior de Los Angeles, determinou que 50 Cent não tenha nenhum contato com Narvaez e entregue quaisquer armas de fogo que possa ter para a polícia ou as venda.

O rapper de 38 anos foi acusado no mês passado de violência doméstica e quatro casos de vandalismo, depois que ele supostamente chutou e abriu uma porta no condomínio de Narvaez, na comunidade de Toluca Lake, em Los Angeles, a chutou e destruiu uma peça de sua mobília, um candelabro e uma televisão. O dano material foi avaliado em 7.100 dólares.

O rapper enfrenta uma pena máxima de cinco anos de prisão e 46 mil dólares em multas, se for condenado por todas as acusações.

(Reportagem de Eric Kelsey)