Juiz rejeita proibir lançamento de "Lovelace"

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 18:56 BRT
 

NOVA YORK, 8 Ago (Reuters) - Um juiz federal dos EUA recusou-se a impedir a estreia, na sexta-feira, de "Lovelace", cinebiografia da atriz que protagonizou o clássico erótico "Garganta Profunda".

O juiz Thomas Griesa, da Corte Federal de Manhattan, rejeitou na quarta-feira um pedido de liminar da produtora Arrow Productions Ltd, que na véspera abrira uma ação solicitando indenização de 10 milhões de dólares dos produtores e da distribuidora do longa, estrelado por Amanda Seyfried no papel de Linda Lovelace.

A decisão do juiz foi confirmada pela produtora Millenium Films, uma das responsáveis por "Lovelace", e também por um advogado da Arrow, que detém os direitos de "Garganta Profunda", de 1972.

A Arrow alega que "Lovelace" usa mais de cinco minutos de imagens de "Garganta" sem autorização, e que o nome "Linda Lovelace" é uma marca registrada - o nome real da atriz, que morreu em 2002, era Linda Boreman.

(Reportagem de Nate Raymond)