Atriz Karen Black, de "Cada Um Vive Como Quer", morre aos 74 anos

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 21:30 BRT
 

8 Ago (Reuters) - A atriz norte-americana Karen Black, que protagonizou os filmes dos anos 1970 "Cada Um Vive Como Quer" e "Nashville", morreu aos 74 anos em Los Angeles nesta quinta-feira, disseram seus representantes.

Karen, que vinha sofrendo de câncer nos últimos anos, morreu no Centro de Reabilitação West Hills Health, afirmou sua agente Elliot Mintz.

Ela era mais conhecida por seu papel como Rayette, a garçonete do drama da classe trabalhadora de 1970 "Cada Um Vive Como Quer", no qual estrelou ao lado de Jack Nicholson.

O papel garantiu a Karen um Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante e uma indicação ao Oscar.

Ela também desempenhou um papel de destaque como cantora de música country no elenco do drama musical de Robert Altman, "Nashville", de 1975.

Karen foi diagnosticada com câncer ampular, que é semelhante ao câncer de pâncreas, em 2010, e ganhou as manchetes dos jornais no início deste ano depois de pedir ajuda para o seu tratamento médico na Internet. Ela e o marido arrecadaram cerca de 62 mil dólares, de acordo com sua página de arrecadação.

A atriz nascida em Illinois ganhou outro Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante pelo papel da amante Myrtle Wilson no filme "O Grande Gatsby", de 1974, e também foi elogiada por seu trabalho como uma aspirante a atriz no drama de 1975 "O Dia do Gafanhoto".

(Reportagem de Eric Kelsey e Steve Gorman)

 
A atriz Karen Black posa para foto durante o Hollywood Awards, em Beverly Hills, na Califórnia, Estados Unidos, em outubro de 2007. 22/10/2007 REUTERS/Fred Prouser