Eydie Gorme, cantora de 'Blame it on the Bossa Nova', morre aos 84 anos

domingo, 11 de agosto de 2013 14:42 BRT
 

LOS ANGELES, 11 Ago (Reuters) - Eydie Gorme, uma cantora pop que junto com o marido Steve Lawrence formou um par de sucesso na boates dos EUA e na televisão e também encontrou reconhecimento em carreira solo com sucessos como "Blame it on the Bossa Nova", morreu no sábado. Ela tinha 84 anos.

Vencedora do Grammy, Eydie morreu em um hospital de Las Vegas após uma breve doença, disse seu agente de relações públicas, Howard Bragman.

Nascida em Nova York em uma família judia sefardita, Gorme casou com Lawrence em 1957 e, juntos, tornaram-se convidados recorrentes em programas de televisão noturnos e de variedades norte-americanos. Seu ato brincalhão de marido e mulher era um elemento distintivo de suas performances, que atravessou décadas.

"Eydie foi meu parceiro no palco e na vida por mais de 55 anos. Eu me apaixonei por ela no momento em que a vi e, mais ainda, ao ouvi-la cantar pela primeira vez", disse Lawrence em um comunicado.

"We Got Us", o primeiro álbum da dupla, conhecida como Steve & Eydie, ganhou um Grammy em 1960.

Em carreira solo, Eydie gravou seu maior sucesso em 1963, a dançante música "Blame It on the Bossa Nova", mas ganhou um Grammy em 1967 por "If He Walked into my Life".

Eydie também tornou-se uma estrela no mundo de língua espanhola em meados dos anos 1960, gravando baladas românticas e boleros com o trio mexicano Los Panchos, incluindo o álbum "Amor".

Lawrence e Eydie colaboraram ao longo dos anos com contemporâneos como Frank Sinatra e se apresentaram como um casal até os anos recentes, com repretório sobretudo de compositores norte-americanos como Irving Berlin e George e Ira Gershwin.

Eydie Gorme deixa o marido Lawrence e um filho.

(Por Mark Milliken)