Turistas tomam susto com conta em café de Veneza

terça-feira, 20 de agosto de 2013 10:37 BRT
 

ROMA, 20 Ago (Reuters) - Turistas que vão para Veneza tomem cuidado -- e certifiquem-se de ler as letras pequenas.

Todo mundo sabe que a cidade alagada pode ser cara, mas sete turistas de Roma tiveram uma amarga surpresa quando sua conta por quatro cafés e três licores em um café ao ar livre superou os 100 euros (130 dólares).

A cena do ocorrido foi o famoso Caffé Lavena, na praça de São Marcos, onde o compositor alemão do século 19 Richard Wagner, que morreu em Veneza, em 1883, sentava-se para tomar seu café da manhã todos os dias quando morava na cidade.

O que os turistas romanos, que publicaram o recibo da conta no Facebook, aparentemente não perceberam ao olhar o menu foi a "taxa musical" de seis euros por pessoa. A taxa somou 42 euros, ou quase metade da conta.

Os proprietários do famoso café, que foi inaugurado em 1750 e onde os clientes são servidos por garçons vestidos de branco ao som de uma orquestra, defenderam-se.

Eles disseram que todos os preços (6 euros por um café e 10 por um licor), bem como a taxa musical, estão impressos nos menus.

"Se eles acharam os preços muito altos, poderiam ter se levantado e ido para outro lugar, como muitas pessoas fazem, ou tomado o café em pé no bar no interior, onde custa 1 euro", disse o gerente do Lavena, Massimo Milanese, ao jornal Corriere della Sera.

(Reportagem de Phillip Pullella)

 
Turistas comem na praça São Marcos alagada, em Veneza. Todo mundo sabe que a cidade alagada pode ser cara, mas sete turistas de Roma tiveram uma amarga surpresa quando sua conta por quatro cafés e três licores em um café ao ar livre superou os 100 euros (130 dólares). 24/10/2006. REUTERS/Manuel Silvestri