ESTREIA-"O Casamento do Ano", com De Niro, retoma comédias sobre confusões conjugais

quinta-feira, 29 de agosto de 2013 15:56 BRT
 

SÃO PAULO, 29 Ago (Reuters) - "O Casamento do Ano" é uma espécie de "Casamento Grego", sem o lado grego da coisa. Aqui, Robert De Niro e Diane Keaton se reencontram décadas depois de "O Poderoso Chefão - Parte 2", e talvez fosse melhor não se reencontrarem. A trama, dirigida por Justin Zackham ("Antes de Partir") adapta uma comédia francesa, fazendo os devidos ajustes culturais.

O casamento de Missy (Amanda Seyfried) e Alejandro (Ben Barnes) é o de menos aqui - o que importa são as piadas, muitas de cunho sexual - envolvendo os personagens mais maduros, interpretados por De Niro, Diane e Susan Sarandon. O noivo é colombiano de nascimento, mas cresceu nos Estados Unidos. A vinda da mãe biológica, Madonna (Patricia Rae), para a festa é o que traz as complicações.

Não que ela seja exigente, mas por ser rigidamente católica, o rapaz acredita que ela não ficará feliz em saber que os pais de sua noiva, Don (De Niro) e Ellie (Diane), estão divorciados e ele tem uma nova companheira, Bebe (Susan). Por isso, o rapaz pede ao sogro que finja que ainda é casado com a mãe de sua filha.

O visual faz lembrar comédias de diretores como Nora Ephron ("Sintonia de Amor") e Nancy Meyers ("Alguém Tem Que Ceder"), sem o mínimo de percepção das relações humanas que essas diretoras possuem em seus filmes. É, no fundo, uma mera lavagem de roupa suja entre familiares e ex-familiares.

Bebe foi a melhor amiga de Ellie, até roubar o marido dela - com quem está há uns 10 anos. Porém, para enganar a mãe de Alejandro, ela não vai medir esforços, se aproveitando do ex-marido, para enlouquecer a sua ex-amiga - como, por exemplo, gritar bem alto para fingir alguma intimidade com ele na cama.

Há também personagens secundários, como os irmãos adotivos de Alejandro, Lyla (Katherine Heigl) e Jared (Topher Grace). Ela terminou com o namorado e pode estar grávida, enquanto seu irmão jurou que se casará virgem, mas, aos 29 anos, está reconsiderando a decisão.

De Niro parece se acomodar nas comédias em que, muitas vezes, zomba de si mesmo e de seus personagens mais famosos - como aqui e em "Entrando Numa Fria". "O Lado Bom da Vida" - que lhe rendeu uma indicação ao Oscar - parece ter sido um mero acidente em sua carreira. Já Diane Keaton esteve em comédias mais bem resolvidas nos últimos anos - como "Alguém Tem Que Ceder".

"O Casamento do Ano", como "Operação Madrinha de Casamento" e "Quatro Amigas e um Casamento", tira o foco da cerimônia e dos noivos, para falar sobre os coadjuvantes da cerimônia. A falta de graça ou charme deste, no entanto, faz lembrar mais "Quatro amigas...", que, como este, parece não ter muita razão de ser.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb