Primeiro filme anti-Hitler dos EUA é descoberto na Bélgica

sexta-feira, 20 de setembro de 2013 19:20 BRT
 

BRUXELAS, 20 Set (Reuters) - O primeiro filme norte-americano a alertar para o perigo do regime nazista de Adolf Hitler foi achado em uma cinemateca na Bélgica, onde passou 75 anos despercebido.

"O Reino do Terror de Hitler" foi produzido por Cornelius Vanderbilt, herdeiro de uma rica família industrial dos Estados Unidos que havia visitado a Alemanha quando Hitler foi eleito chanceler, em 1933.

O filme gira em torno de imagens que Vanderbilt gravou e contrabandeou para fora da Alemanha, mostrando comícios nazistas, queimas de livros e saques a lojas de judeus.

Ao estrear em Nova York, em 1934, o filme foi um grande sucesso, segundo Bruno Mestdagh, diretor de coleções digitais da Cinemateca Belga, em Bruxelas.

"A Embaixada da Alemanha nos Estados Unidos protestou, por isso o filme foi censurado e adaptado. Ele foi então mostrado em outras cidades, mas com muito menos sucesso."

A versão descoberta no arquivo provavelmente foi encomendada por alguém que pretendia exibir o filme na Bélgica, mas que não foi apanhá-lo na alfândega, onde escapou à guerra e à ocupação nazista. Desde a década de 1970, a fita está na cinemateca, mas só há dois anos foi identificada como a única cópia restante.

A cópia está sendo remasterizada e será exibida em outubro no Museu de Arte Moderna (MoMa), em Nova York.

(Reportagem de Robert-Jan Bartunek)