Novo musical de Lloyd Weber tem sexo, espiões e escândalo na sociedade inglesa

terça-feira, 1 de outubro de 2013 20:05 BRT
 

Por Paul Casciato

LONDRES, 30 Set (Reuters) - Um novo musical do empresário e compositor britânico Andrew Lloyd Webber vai mergulhar na espionagem, sexo e política no centro do maior escândalo do pós-guerra da Grã-Bretanha, quando estrear em dezembro.

"Stephen Ward" enfoca a ascensão e queda de um médico ortopedista da alta sociedade no centro do "Caso Profumo", de 1963, que envergonhou o establishment britânico, expondo o estilo de vida decadente da elite de Londres num momento em que se iniciava a revolução sexual.

"É um pouco sobre o último suspiro da velha Grã-Bretanha enquanto o novo estava por vir, e como todo o negócio levou à queda de um governo", disse Lloyd Webber à Reuters na apresentação do musical nesta segunda-feira.

Uma amostra das músicas da nova produção - que parte do elenco cantou ao vivo para a mídia em uma boate no Soho - lança um olhar picante sobre o estilo de vida de um homem que mesclava festas com garotas a pessoas poderosas em decadentes clubes de Londres e casas de campo.

"You've never had it so good" é uma das músicas, numa referência a uma famosa citação pelo então primeiro-ministro, Harold Macmillan, ao acrescentar: "You've never had it so often." E a canção continua: "Here you can have it off with some English toff (aqui você pode ter com algum ricaço Inglês).

O compositor de 65 anos, autor de sucessos de bilheteria como "Cats" e "O Fantasma da Ópera", disse a uma revista de teatro que ficou intrigado com o julgamento de Ward, condenado por viver de ganhos com a vida imoral de duas mulheres, Christine Keeler e Mandy Rice- Davies, quando estourou o escândalo Profumo.

"No dia seguinte Mandy me telefonou", contou Webber.