ENTREVISTA-Vencedora do Man Brooker mergulhou na corrida do ouro da Nova Zelândia

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 13:46 BRT
 

Por Paul Casciato

LONDRES, 16 Out (Reuters) - Eleanor Catton, de 28 anos, é a autora mais jovem e seu livro, "The Luminaries", de mais de 800 páginas, o romance mais longo a ganhar o prêmio literário Man Booker. Mas idade e tamanho não deveriam ser critérios para julgar uma obra de ficção, diz ela.

"Não vejo por que a idade deveria ser uma barreira, do mesmo modo como não vejo como a etnia deva ser uma barreira", disse à Reuters a escritora neozelandesa, depois de ter vencido, surpreendentemente, na terça-feira à noite.

Um dos mais prestigiados prêmios literários do mundo, o Man Booker não só concede 50 mil libras (79.800 dólares) em dinheiro ao vencedor, mas também pode ajudar a transformar uma obra literária em um best-seller.

Eleanor contesta a noção de que seu livro, cuja história transcorre em 832 páginas de texto, mais algumas extras de material explicativo, poderia afastar potenciais leitores.

"Um bom livro é um livro que merece ter seu tamanho", disse ela. "Isso poderia ser verdade para um livro pequeno ou poderia ser verdade para um livro extenso - o comprimento é o navio que contém a história, e é o navio certo."

Visto dessa maneira, seu segundo romance é um superpetroleiro.

Situado no período da corrida do ouro no oeste da Nova Zelândia, no século 19, o livro tem uma extensa trama e um conjunto de personagens que inclui um capitão de escuna chantagista, assassinato, uma prostituta com coração de ouro, o amante dela (seu "gêmeo astral"), contrabando de ópio e ouro, um grupo secreto de empresários tentando chegar ao âmago dos acontecimentos na repentinamente próspera cidade de Hokitika, trabalhadores chineses explorados e um carcereiro sádico.

Cada capítulo começa com três ou quatro linhas que parecem indicar qual vai ser o enredo, mas isso nunca acontece. A obra às vezes parece se encaminhar para ser um livro de mistério e, em outras, se assemelha à visão que um viajante tem de uma civilização desaparecida.   Continuação...

 
Escritora neozelandesa, Eleanor Catton, mostra seu livro vencedor do prêmio Man Booker Prize 2013, em Londres. Catton, de 28 anos, é a autora mais jovem e seu livro, "The Luminaries", de mais de 800 páginas, o romance mais longo a ganhar o prêmio literário Man Booker. Mas idade e tamanho não deveriam ser critérios para julgar uma obra de ficção, diz ela. 15/10/2013 REUTERS/Olivia Harris