Poeta do Catar é condenado a 15 anos de prisão por insultar ex-emir

terça-feira, 22 de outubro de 2013 09:08 BRST
 

DOHA, 21 Out (Reuters) - Um tribunal do Catar confirmou nesta segunda-feira a pena de 15 anos de prisão para o poeta Muhammad Ibn al-Dheeb al-Ajami, condenado por insultar um ex-monarca do país e estimular revoltas.

Ajami escreveu versos elogiosos à Primavera Árabe, criticou o então emir qatariano xeique Hamad bin Khalifa al-Thani e os "xeiques brincando nos seus PlayStations".

As possibilidades de recurso se esgotaram, e o poeta só poderá ser solto se receber um perdão do novo emir, xeique Tamim bin Hamad al-Thani.

Inicialmente, al-Ajami foi condenado à prisão perpétua, mas a pena foi posteriormente reduzida para 15 anos.

O advogado dele não estava disponível para comentar.

(Reportagem de Amena Bakr)