Nadadora que percorreu trecho de Cuba aos EUA vai escrever livro

segunda-feira, 4 de novembro de 2013 18:13 BRST
 

NOVA YORK, 4 Nov (Reuters) - Diana Nyad, a primeira pessoa a completar a nado a perigosa travessia de Cuba para a Flórida sem uma caixa de proteção contra tubarões, vai escrever um livro sobre sua conquista e sua vida, afirmou a editora Alfred A. Knopf nesta segunda-feira.

Depois de nadar 53 horas, Nyad, de 64 anos, terminou os 177 quilômetros históricos e chegou a Key West, na Flórida, em 2 de setembro, em sua quinta tentativa de levar o recorde.

"Seu livro vai contar a história de uma jornada épica, e uma busca, no mar e em terra, de viver no mais alto nível", disse o editor executivo da Knopf, Jordan Pavlin.

O livro, ainda sem título, deve ser publicado em 2015.

No mês passado, Nyad arrecadou mais de 100.000 dólares para vítimas do furacão Sandy em um evento de natação beneficente de dois dias em uma piscina em Nova York. O medalhista de ouro olímpico Ryan Lochte e algumas vítimas do Sandy, junto com socorristas da Guarda Costeira dos EUA, a polícia de Nova York e bombeiros, nadaram ao lado dela.

(Reportagem de Patricia Reaney)