Alemanha acelera inquérito sobre obras saqueadas por nazistas

domingo, 10 de novembro de 2013 17:00 BRST
 

BERLIM, 10 Nov (Reuters) - A Alemanha, que está sob pressão para acelerar o inquérito sobre as peças de arte moderna saqueadas por nazistas durante o regime, enviou especialistas para auxiliar as autoridades locais nas inúmeras questões acerca da propriedade das obras, publicou a revista Focus neste domingo.

"O governo federal está trabalhando muito para garantir que as informações sobre as obras confiscadas estejam disponíveis como estão, agora há indícios de que perseguição nazista está envolvida", disse o porta-voz da chanceler Angela Merkel, Steffen Seibert, neste domingo.

A revista, que publicou o caso na semana passada, também afirmou neste domingo que funcionários da alfândega acreditam que algumas das obras não podem ser legalmente devolvidas à seus donos originais porque são de museus estaduais- e sua restituição poderia fracassar facilmente.

Os nazistas saquearam centenas de milhares de obras de arte de museus e indivíduos por toda Europa. Muitas ainda estão desaparecidas.

O governo federal, que normalmente delega esses casos às autoridades de justiça do Estado, intensificou seu envolvimento após os Estados Unidos pedirem a publicação de uma lista com as obras que foram roubadas.

O ministro das Relações Exteriores Guido Westerwelle disse estar tomando um interesse pessoal no caso e que por trás de muitas das pinturas encontradas "existem histórias dramáticas de pessoas pressionadas e perseguidas" pelos nazistas.

A relutância aparente das autoridades em publicar um inventário com as obras enfureceu famílias cujos ancestrais foram saqueadas pelos nazistas.

(Reportagem de Erik Kirschbaum)