Obra de Bacon se torna a mais valiosa da história: US$142,4 milhões

quarta-feira, 13 de novembro de 2013 11:43 BRST
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK, 13 Nov (Reuters) - A obra "Três Estudos de Lucian Freud", de Francis Bacon, se tornou a obra de arte mais cara da história ao ser arrematada por 142,4 milhões de dólares na terça-feira na casa de leilões Christie's, em Nova York.

A venda foi parte de um dos maiores leilões de arte já realizados, com o qual a Christie's obteve mais de 691 milhões de dólares.

O tríptico de 1969, que nunca havia sido levado a leilão e tinha um valor previamente estimado em cerca de 85 milhões de dólares, superou facilmente os 119,9 milhões de dólares pagos em maio do ano passado por "O Grito", de Edvard Munch, num leilão da Sotheby's.

Ao todo, a Christie's esperava arrecadar entre 480 e 670 milhões de dólares com a venda de 69 obras de arte do pós-guerra e contemporâneas. Acabou conseguindo 691.583.000, incluindo as comissões, no mais lucrativo leilão da história. O recorde anterior para esse tipo de evento era da venda de arte contemporânea feita em maio pela própria Christie's, com um valor total de 495 milhões de dólares.

Outro recorde significativo no leilão foi o de maior preço já pago pela obra de um artista vivo, a escultura "Balloon Dog (Orange)", de Jeff Koons, vendida por 58,4 milhões de dólares. O recorde anterior, de maio, era da obra "Praça da Catedral, Milão", de Gerhard Richter, vendida por 37,1 milhões de dólares.

O painel de Bacon, composto por três pinturas diferentes, mostra seu amigo e também artista Lucian Freud numa cadeira, sendo visto de perfil --pela esquerda e pela direita-- e de frente. A Christie's descreveu o tríptico como "uma verdadeira obra-prima, que marca a relação entre Bacon e Freud" e sua "afinidade criativa e emocional".

Quando os lances foram abertos, na terça-feira, com o valor mínimo de 80 milhões de dólares, pelo menos cinco mãos se ergueram. Os lances se sucederam, pessoalmente e por telefone, até que o leiloeiro bateu o martelo por 127 milhões de dólares -- valor que ainda não incluía a comissão.

O comprador foi a galeria Acquavella, que poderia estar dando o lance em nome de um cliente.   Continuação...

 
Obra "Três Estudos de Lucian Freud", do artista Francis Bacon, na Christie's Auction House em Nova York, 31 de outubro de 2013. "Três Estudos de Lucian Freud" se tornou a obra de arte mais cara da história ao ser arrematada por 142,4 milhões de dólares na terça-feira na casa de leilões Christie's. 31/10/2013 REUTERS/Shannon Stapleton