Warhol de US$ 105 mi é o destaque em leilão recorde da Sotheby's

quinta-feira, 14 de novembro de 2013 14:38 BRST
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK, 14 Nov (Reuters) - Colecionadores de arte abriram a carteira com desprendimento na quarta-feira e contribuíram para que recordes fossem quebrados pela segunda noite consecutiva, durante o leilão mais lucrativo na história da casa Sotheby's.

Dos 61 lotes de obras do pós-guerra e contemporâneas, 54 foram vendidos, por um valor total de 380,6 milhões de dólares. Esse é o melhor resultado já obtido pela Sotheby's, mas ainda inferior à estimativa prévia de 394 milhões de dólares, e bem do que o recorde estabelecido na véspera pela rival Christie's, que promoveu o leilão de arte mais lucrativo da história, com uma arrecadação de 691,5 milhões de dólares.

O grande destaque na venda da Sotheby's foi uma tela de Andy Warhol, "Silver Car Crash (Doubled Disaster)", arrematada por 105,4 milhões de dólares, maior valor já pago por uma obra do artista pop. O valor da grande pintura de 1963 -de 2,7 x 4,3 metros, parte da importante série dele abordando a morte e os desastres- superou em 50 por cento o recorde anterior de uma obra de Warhol em leilões, que era de 71,7 milhões de dólares.

A Sotheby's não revelou a identidade do comprador, que fez o lance por telefone.

Outros artistas importantes, como Cy Twombly e Brice Marden, também tiveram recordes batidos no valor das suas obras.

Os diretores da Sotheby's ficaram entusiasmados com os resultados. "Como não se entusiasmar quando você faz o maior total na história da Sotheby's?", disse Tobias Meyers, diretor mundial de arte contemporânea da empresa.

 
Obras do artista norte-americano Andy Warhol são fotografadas na casa de leilões Sotheby's, em Hong Kong. Colecionadores de arte abriram a carteira com desprendimento na quarta-feira e contribuíram para que recordes fossem quebrados pela segunda noite consecutiva, durante o leilão mais lucrativo na história da casa Sotheby's. 11/10/2013. REUTERS/Bobby Yip