Canadense é condenada à prisão por perseguir ator Alec Baldwin

quinta-feira, 14 de novembro de 2013 18:05 BRST
 

NOVA YORK, 14 Nov (Reuters) - Uma aspirante a atriz canadense acusada de perseguir o ator premiado com o Emmy Alec Baldwin foi condenada nesta quinta-feira a 210 dias de prisão.

O juiz Robert Mandelbaum considerou Genevieve Sabourin, de 41 anos, culpada de perseguir e assediar Baldwin e a mulher dele, Hilaria. Genevieve foi detida na quarta-feira por desacato devido a uma crise nervosa durante o julgamento no Tribunal Penal de Nova York, em Manhattan.

Durante depoimento emocionado na terça-feira, Baldwin, de 55 anos, enxugou uma lágrima ao contar ao tribunal como a atriz de Montreal inesperadamente foi até a casa dele no dia de seu noivado, arruinando a ocasião.

Baldwin, que ganhou os prêmios Emmy, Globo de Ouro e SAG por seu papel na série de comédia "30 Rock", negou ter tido um relacionamento com Genevieve e disse que nunca induziu qualquer troca de e-mails com ela.

Hilaria Baldwin, que deu à luz em agosto, disse que Genevieve a assediava incansavelmente no Twitter. Ela citou um tuíte que disse ser de Genevieve dizendo que ela sofreria um aborto espontâneo. "Estou com medo dela", disse a mulher do ator.