Nova Zelândia anuncia que será locação de três novos "Avatar"

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013 10:59 BRST
 

WELLINGTON, 16 Dez (Reuters) - Os estúdios norte-americanos 20th Century Fox e Lightstorm Entertainment vão gravar na Nova Zelândia os três próximos episódios da série cinematográfica "Avatar", gastando 413 milhões de dólares na produção.

O acordo reflete um esforço do governo neozelandês para atrair a indústria cinematográfica internacional, o que incluiu elevar de 15 para 25 por cento a isenção tributária oferecida às produtoras.

"As sequências de ‘Avatar' vão gerar centenas de empregos e milhares de horas de trabalho diretamente no setor audiovisual, e também empregos em toda a economia", disse o ministro do Desenvolvimento Econômico, Steven Joyce, em nota.

A Nova Zelândia também realizará uma sessão de gala na estreia, e os produtores se comprometeram a divulgar a imagem do país como destino turístico e como locação cinematográfica.

O primeiro "Avatar", indicado a nove Oscar em 2010 (ganhou três), foi parcialmente feito na Nova Zelândia, com efeitos digitais da empresa Weta Digital, que também trabalhou nas séries "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit".

James Cameron, diretor de "Avatar", tem uma fazenda na Nova Zelândia.

(Reportagem de Gyles Beckford)

 
Diretor de cinema e chairman da Lightstorm Entertainment, James Cameron, discursa em fórum sobre tecnologia digital em Seul. Os estúdios norte-americanos 20th Century Fox e Lightstorm Entertainment vão gravar na Nova Zelândia os três próximos episódios da série cinematográfica "Avatar", gastando 413 milhões de dólares na produção. 13/05/2010. REUTERS/Jo Yong-Hak