Segunda integrante da banda punk russa Pussy Riot é solta sob anisita

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013 14:26 BRST
 

KRASNOYARSK, Rússia, 23 Dez (Reuters) - Nadezhda Tolokonnikova, integrante da banda punk russa Pussy Riot, foi solta nesta segunda-feira sob uma anistia que permitiu sua libertação antes do final de uma condenação a dois anos de prisão por um protesto realizado dentro de uma igreja contra o presidente Vladimir Putin.

Tolokonnikova gritou "Rússia sem Putin" após ser solta do presídio na cidade siberiana de Krasnoyarsk. A colega de banda Maria Alyokhina foi solta de uma prisão diferente horas antes, e disse que considerava a anisita um "truque de relações públicas" de Putin, e não um ato de humanidade.

(Reportagem de Maria Vasilyeva em Krasnoyarsk e Alissa de Carbonnel em Moscou)

 
Nadezhda Tolokonnikova fala à mídia após ter sido solta da prisão em Krasnoyarsk. Tolokonnikova, integrante da banda punk russa Pussy Riot, foi solta nesta segunda-feira sob uma anistia que permitiu sua libertação antes do final de uma condenação a dois anos de prisão por um protesto realizado dentro de uma igreja contra o presidente Vladimir Putin. 23/12/2013 REUTERS/Ilya Naymushin