Tribunal francês libera show de comediante polêmico

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 13:52 BRST
 

PARIS, 9 Jan (Reuters) - Um tribunal francês rejeitou os esforços das autoridades para banir um show nesta quinta-feira de um comediante a quem o governo acusa de ofender a memória das vítimas do Holocausto.

O ministro do Interior, Manuel Valls, que tem liderado o esforço para interromper o giro nacional do comediante Dieudonne M'bala M'bala, disse que vai recorrer da decisão.

Autoridades locais em Nantes haviam proibido a apresentação inicial do giro de Dieudonne, seguindo o exemplo de outras cidades que também baniram os seus shows, alegando riscos para a ordem pública.

O advogado do comediante, Jacques Verdier, afirmou que a corte havia derrubado a proibição, descrevendo a decisão como uma "vitória total e completa" do seu cliente, que diz que o seu direito à liberdade de expressão está sendo violado.

A decisão do tribunal é uma derrota para Valls, que, segundo pesquisas, é o político mais popular da França por causa da defesa que faz da lei e da ordem.

Dieudonne, de 46 anos, se diz antissionista, mas não antissemita. Ele já foi multado repetidas vezes por promover o ódio.

(Reportagem de Sophie Louet)

 
Humorista francês Dieudonne M'bala M'bala fala com jornalistas após entregar documentos no ministério do Interior, em Paris. Um tribunal francês rejeitou nesta quinta-feira os esforços das autoridades para banir um show do comediante a quem o governo acusa de ofender a memória das vítimas do Holocausto. 13/05/2009. REUTERS/Gonzalo Fuentes