ESTREIA-"Confissões de Adolescente" resgata sucesso da TV e teatro dos anos 90

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 14:16 BRST
 

SÃO PAULO, 9 Jan (Reuters) - Existem muitas diferenças entre a juventude dos anos de 1990 e esta da segunda década do século XXI? Fora a evolução da tecnologia (internet, celular, etc.), parece que os ritos de passagem para a vida adulta não mudaram tanto assim. "Confissões de Adolescente" começou sua carreira no teatro há cerca de 20 anos, depois chegou à TV e só agora ao cinema. E prova que, mesmo com o passar do tempo, sentimentos e sensações são os mesmos.

Virgindade, gravidez, problemas financeiros, entre outros, são temas do filme, que, no fundo, parece uma novela de Manoel Carlos, com sua classe média branca e idealizada, protagonizada por adolescentes. Tina (Sophia Abrahão) já não mora mais com o pai, Paulo (Cassio Gabus Mendes), e as irmãs. Mora sozinha, mas nem por isso deixou de depender dele.

Uma crise financeira deve mudar o cenário da família, que deverá sair da Barra da Tijuca. As meninas, Bianca (Bella Camero), Alice (Malu Rodrigues) e Karina (Clara Tiezzi), prometem fazer de tudo para economizar, e não sair do bairro onde viveram a vida toda. Enquanto tentam gastar menos eletricidade e telefone, vivem dramas típicos da idade.

Tina tenta achar um estágio como advogada para se sustentar e já não consegue mais lidar com o namorado mauricinho que nunca trabalhou, Lucas (Hugo Bonemer). Bianca tem um namorado misterioso e sempre é pressionada pelo pai a escolher logo uma profissão, já que está na idade do vestibular. Alice quer perder a virgindade com o namorado (Christian Monassa), mas ele, também virgem, não sabe direito o que fazer. E, por fim, Clara, a caçula, está viciada em internet e não percebe que um colega de escola (João Fernandes) está apaixonado por ela.

Compreensivelmente, "Confissões de Adolescente" não deve despertar muito interesse fora da faixa de idade retratada no filme. Com roteiro assinado por Matheus Souza ("Eu não faço a menor ideia do que tô fazendo com a minha vida"), responsável pela montagem da peça em 2009, e direção de Daniel Filho - que também foi o responsável pela série - e Cris D'Amato, o longa faz uma crônica do amadurecimento pessoal na era da ansiedade digital.

As atrizes da série de TV - Maria Mariana (cujos diários serviram de base à criação das "Confissões"), Georgiana Goes, Daniele Valente e Deborah Secco - fazem participações em pequenos papeis que têm a ver com as personagens que interpretavam.

Junto com esse toque nostálgico, as melhores cenas do filme envolvem Marcelo, o garoto apaixonado por Karina, imitando o vampiro Edward dos filmes "Crepúsculo", para tentar conquistar sua amada. Por motivos como esse -além das gírias e afins- "Confissões de Adolescente" tem em seu público potencial toda uma geração que não acompanhou a série na televisão. Com eles, o filme deve falar abertamente.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb