Giorgio Armani estuda criar uma fundação para o futuro de seus negócios

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 19:44 BRST
 

Por Isla Binnie

MILÃO, Itália, 13 Jan (Reuters) - Giorgio Armani está estudando a possibilidade de criar uma fundação para proteger o futuro de seu império da moda, disse o estilista e empresário italiano nesta segunda-feira.

"Estou dando muita atenção a essa possibilidade... Não quero deixar problemas para as pessoas que vierem depois de mim", disse Armani, que neste ano completará 80 anos, depois de apresentar sua coleção outono-inverno masculina em Milão.

A questão sobre quem sucederá o criativo diretor e executivo-chefe de uma das marcas de moda mais conhecidas em todo o mundo, com rendimento de mais de 2 bilhões de euros (2,73 bilhões de dólares) em 2012, vem ocupando os observadores do setor há uma década.

Ao longo dos anos Armani deu a entender que poderia vender seu grupo ou listá-lo em bolsa, e depois de se recuperar de uma hepatite, em 2009, declarou que havia começado a organizar a equipe para dar continuidade a seu trabalho.

O estilista do norte da Itália, envolvido de perto nos negócios de seu império, poderia criar uma fundação similar à Hans Wilsdorf, que está por trás da marca Rolex, disse um banqueiro de investimentos.

Armani, que tomou parte de uma de suas campanhas publicitárias no ano passado, disse precisar de mais informação antes de tomar uma decisão.

"Não tenho tanto tempo à minha disposição como eu gostaria para coisas tão importantes", afirmou. "Quero ter muito mais informações."

(Reportagem adicional de Astrid Wendlandt, em Paris)