17 de Janeiro de 2014 / às 11:05 / 4 anos atrás

"12 Anos de Escravidão" e "Trapaça" são maiores vencedores de prêmio Critics Choice

Steve McQueen segura prêmio de melhor filme por "12 anos de escravidão" na 19ª edição do Critics Choice Movie Awards em Santa Mônica, Califórnia, 16 de janeiro de 2014. "12 Anos de Escravidão", Cate Blanchett e Matthew McConaughey ficaram entre os grandes vencedores do prêmio cinematográfico Critics Choice, na quinta-feira, com os troféus de melhor filme, melhor atriz e melhor ator. 16/01/2014 REUTERS/Kevork

Por Chris Michaud

17 Jan (Reuters) - “12 Anos de Escravidão”, Cate Blanchett e Matthew McConaughey ficaram entre os grandes vencedores do prêmio cinematográfico Critics Choice, na quinta-feira, com os troféus de melhor filme, melhor atriz e melhor ator.

O estrelado “Trapaça”, sobre a corrupção na década de 1970 nos Estados Unidos, que horas antes havia recebido dez indicações ao Oscar, venceu na categoria de melhor comédia, e Amy Adams foi escolhida a melhor atriz em comédia.

A Associação de Críticos de Cinema e TV, que tem 281 membros e é a maior entidade de críticos dos EUA e Canadá, também entregou o prêmio coletivo de melhor elenco para “Trapaça”.

Leonardo DiCaprio foi escolhido o melhor ator em comédia por “O Lobo de Wall Street”, em uma cerimônia ocorrida em Santa Monica (Califórnia) que praticamente repetiu os vencedores do Globo de Ouro, no domingo.

Blanchett, que também levou o Globo de Ouro e é favorita ao Oscar, levou o Critics Choice por sua atuação em “Blue Jasmine”, em que interpreta a desequilibrada esposa de um fraudador financeiro.

Jared Leto recebeu o prêmio de melhor ator coadjuvante por “Clube de Compras de Dallas”, no qual interpreta um transexual com Aids. Ele dedicou o troféu a “todas as pessoas do mundo que vivem com o HIV e a todas as pessoas que perderam suas vidas por causa dessa terrível doença”.

Leto já havia recebido o Globo de Ouro e concorre ao Oscar em 2 de fevereiro -- assim como McConaughey, que recebeu o Critics Choice de melhor ator interpretando o soropositivo heterossexual Ron Woordroof no mesmo filme.

“Obrigado, isso é divertido”, disse McConaughey, agradecendo ao verdadeiro Woodruff, que morreu na década de 1980, por “levar uma vida bastante digna de ser colocada na telona”.

Lupita Nyong‘o, que interpreta a escrava Patsey em “12 Anos...”, recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante, numa lista que tinha nomes expressivos, como Julia Roberts e Oprah Winfrey.

O mexicano Alfonso Cuarón ficou com o prêmio de melhor diretor pela ficção espacial “Gravidade”, que também triunfou nas categorias de filme de ação, efeitos visuais, montagem e fotografia. A protagonista Sandra Bullock recebeu o prêmio de melhor atriz em filme de ação.

O francês “Azul É a Cor Mais Quente”, que ficou fora da disputa do Oscar, ganhou o prêmio de melhor filme em língua não inglesa. Adèle Exarchopoulos, de 20 anos, foi eleita na categoria melhor ator/atriz jovem.

“O Grande Herói” foi escolhido como melhor filme de ação, e Mark Wahlberg foi o melhor ator nesse gênero. “Frozen - Uma Aventura Congelante” levou o prêmio de melhor animação, e “Let It Go”, que está na sua trilha, foi escolhida a melhor canção.

Os prêmios de roteiro foram para “Ela” (original) e “12 Anos de Escravidão” (adaptado).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below