Cowboy da Marlboro morre de doença pulmonar

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 08:41 BRST
 

Por Steve Gorman

LOS ANGELES, 28 Jan (Reuters) - Eric Lawson, um dos vários atores que interpretaram o cowboy da Marlboro em uma longa série de comerciais de cigarro da Philip Morris e depois apareceu em uma campanha contra o tabaco para a Sociedade Americana de Câncer, morreu vítima de uma doença pulmonar.

Ele morreu aos 72 anos em sua casa na cidade de San Luis Obispo, na região central da Califórnia, devido à insuficiência respiratória causada por uma doença pulmonar obstrutiva que as autoridades de saúde dos EUA atribuem ao tabagismo.

A morte de Lawson foi informada por sua família em uma nota de falecimento publicada no domingo no jornal Los Angeles Times. A data da morte não foi especificada.

Com seu rosto largo, Lawson interpretou dezenas de pequenos papeis em programas de TV e filmes relativamente obscuros durante três décadas, desde o início dos anos 1970. Mas sua carreira foi interrompida em um acidente durante as filmagens do filme "The Shooter" (1991), de acordo com seu obituário.

Lawson foi talvez melhor conhecido pelas aparições no final dos anos 1970 e início dos 1980 como o vigoroso cowboy das propagandas impressas da marca de cigarros Marlboro, uma das campanha publicitárias mais bem-sucedidas da história.

A campanha do "Marlboro Man" foi lançada no início dos anos 1950 como uma maneira de atribuir uma imagem masculina aos então inovadores cigarros com filtro da Marlboro, originalmente considerada uma marca para mulheres.

A campanha foi considerada estratégica para estabelecer a Marlboro como líder no mercado de cigarros nos Estados Unidos e no mundo, disse Tom Glynn, diretor de ciência e tendências do câncer da Sociedade Americana do Câncer.

Anos depois, no entanto, Lawson se tornou um porta-voz em campanhas sobre os perigos do cigarro, aparecendo uma mensagem de utilidade pública produzida na Sociedade Americana do Câncer, em que parodiava o personagem da Marlboro.