Sai da frente Super-Homem, agora é a vez do "Superpapa"

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 11:19 BRST
 

ROMA, 29 Jan (Reuters) - O papa Francisco pode já ser um herói para os oprimidos do mundo, mas ao menos um artista pop acha que ele é mais do que isso. Sai da frente Super-Homem, agora é a vez do Superpapa.

Uma grande pintura que surgiu em um edifício perto do Vaticano mostra o papa argentino levantando voo, com seu punho direito cerrado, na clássica posição do Super-Homem.

Sua capa branca e sua cruz tremulam ao vento e em sua mão esquerda o papa carrega uma valise preta com a inscrição "valores".

Um cachecol vermelho e azul, as cores do San Lorenzo, time argentino de futebol para o qual o papa torce, escapa da valise.

Mas diferentemente do Super-Homem, que se disfarça como o repórter Clark Kent, Francisco é claramente identificável e voa sem retirar os óculos.

Na versão tradicional do herói dos quadrinhos, que depois se tornou também um astro do rádio, TV e cinema, o Super-Homem luta uma "batalha sem fim" em prol da verdade e justiça.

Francisco prometeu eliminar a corrupção no Vaticano e aproximar a Igreja Católica dos pobres.

A obra de arte, que foi colada à parede, é assinada por "Maupal 2014".

(Reportagem de Philip Pullella)

 
Uma freira fotografa um desenho que mostra o papa Francisco como um super-herói, em uma parede próxima ao Vaticano. Uma grande pintura que surgiu em um edifício perto do Vaticano mostra o papa argentino levantando voo, com seu punho direito cerrado, na clássica posição do Super-Homem. 29/01/2014. REUTERS/Alessandro Bianchi