Polícia canadense indicia Justin Bieber por agressão a motorista de limousine

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 11:23 BRST
 

Por Allison Martell e Jeffrey Hodgson

TORONTO, 30 Jan (Reuters) - A polícia do Canadá indiciou Justin Bieber na quarta-feira por ter agredido um motorista de limousine em Toronto, em dezembro, o mais recente em uma série de incidentes polêmicos a envolver o jovem astro pop.

O suposto incidente teria ocorrido na manhã de 30 de dezembro, quando a limousine buscou cinco pessoas, incluindo Bieber, de 19 anos, em frente a uma casa noturna de Toronto, informou a polícia em um comunicado.

Bieber teria golpeado o motorista da limousine na parte de trás da cabeça diversas vezes durante uma discussão no trajeto para o hotel, disse a polícia. O motorista saiu e chamou a polícia, mas Bieber deixou o local antes da chegada dos policiais, de acordo com o comunicado.

O advogado canadense que representa o astro pop emitiu um comunicado alegando a inocência de Bieber.

Bieber deve comparecer a um tribunal de Toronto em 10 de março.

Bieber foi indiciado após ir a uma delegacia de Toronto na quarta à noite. Ele chegou em um carro preto e foi cercado por um batalhão de jornalistas e fãs histéricos, sob um frio de 10 graus Celsius negativos.

Usando um boné de beisebol e um casaco com gorro, Bieber foi encurralado por fotógrafos e fãs enquanto seguranças e policiais abriam caminho para que ele entrasse na delegacia.

Também na quarta-feira, uma petição online pedindo que o governo Obama deporta-se Bieber dos Estados Unidos, após ele ter sido preso em Miami por dirigir sob o efeito de álcool, ultrapassou as 100 mil assinaturas necessárias para que a Casa Branca responda ao pedido.

 
O cantor Justin Bieber chega a delegacia em Toronto, Canadá. 29/01/2014 REUTERS/Alex Urosevic