Suspeito de possuir arte tomada pelos nazistas tem quadros achados na Áustria

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 15:34 BRST
 

VIENA, 11 Fev (Reuters) - Mais de 60 obras de arte foram achadas na Áustria, segundo a imprensa, na propriedade de um alemão, cuja coleção pode incluir obras tomadas pelos nazistas.

A Agência de Notícias da Áustria citou nesta terça-feira um porta-voz de Cornelius Gurlitt, dizendo que as pinturas, incluindo quadros de Monet, Renoir e Picasso, foram descobertas na casa de Gurlitt em Salzburgo.

No ano passado, autoridades alemãs acharam mais de 1.400 pinturas, desenhos e esculturas, num valor estimado total de 1,35 bilhão de dólares, no apartamento de Gurlitt em Munique.

Muitas das obras, acredita-se, foram saqueadas pelos nazistas.

Segundo a agência de notícias austríaca, Christoph Edel, advogado de Gurlitt, ordenou que as obras na Áustria fossem guardadas para evitar roubos.

A pedido de Gurlitt, elas também foram avaliadas por especialistas para checar se foram saqueadas.

"Estimativas iniciais não confirmam essa suspeita", disse o advogado, citado pela agência.

(Reportagem de Michael Shields)