Médico de Jackson terá de pagar 1 euro por "danos emocionais" a 5 fãs do cantor

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 17:33 BRST
 

ORLEANS, França, 11 Fev (Reuters) - Um juiz francês determinou nesta terça-feira que cinco fãs de Michael Jackson que disseram ter ficado abalados por sua morte recebam um total de 1 euro por "danos emocionais", valor a ser pago pelo médico do cantor, condenado em 2011 por homicídio culposo.

A sentença na cidade de Orleans encerra dois anos de luta de um grupo de 30 fãs franceses, suíços e belgas do cantor pop pelo reconhecimento legal de sua perda.

O médico Conrad Murray foi condenado por homicídio involuntário ao administrar uma overdose do anestésico cirúrgico propofol, que matou o cantor de 50 anos em 2009.

Murray perdeu no mês passado uma apelação contra sua condenação, mas continua em liberdade, depois de ter sido solto em outubro de uma prisão de Los Angeles, após cumprir 2 anos de pena.

"O doutor Murray fica obrigado a pagar 1 euro ‘simbólico' ou 1,34 dólar, e isso é o que estamos buscando", disse o advogado dos fãs, Emmanuel Ludot.

O juiz avaliou os registros médicos encaminhados pelos fãs antes de tomar a decisão, afirmou Ludot.

O advogado disse que a sentença será comunicada a Murray, que não compareceu às audiências e não esteve representado por um advogado, via correio diplomático. E acrescentou: "Mas a luta não era para reivindicar a soma de 1 euro".

Dois dos cinco fãs contemplados são franceses. Pela legislação da França, qualquer cidadão pode apresentar uma queixa contra uma outra parte, mesmo que essa pessoa não seja francesa, nem resida no país.

Os fãs planejam agora entrar em contato com a mãe de Jackson, Katherine, para requisitar sua permissão para visitar o túmulo dele em Glendale, na Califórnia, Estados Unidos.

(Reportagem de Mourad Guichard)