Advogados tentam impedir acesso da mídia a mais vídeos de Bieber na delegacia

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014 16:03 BRT
 

MIAMI, 20 Fev (Reuters) - Os advogados do cantor Justin Bieber vão tentar nesta quinta-feira convencer um juiz de Miami a bloquear o acesso da mídia a imagens do adolescente seminu feitas quando ele estava sob custódia policial, depois de preso por dirigir sob efeito de álcool e drogas.

"Enquanto estava sob custódia na delegacia, ele foi capturado em vídeo sem peças de roupas, imagens que mostram partes íntimas do corpo", diz o pedido legal feito no início deste mês pelos advogados de Bieber ao tribunal.

Um vídeo mostrando Bieber sendo revistado por um policial já foi passado para a mídia no início de fevereiro, segundo os advogados, numa violação da lei e antes que eles ficassem sabendo da sua existência.

Segundo o pedido dos advogados, a lei da Flórida protege esse tipo de imagem da divulgação pública.

Bieber, de 19 anos, foi acusado de dirigir sob influência de álcool, de resistir à prisão e de usar uma carteira de motorista vencida no dia 23 de janeiro. Ele se declarou inocente.

Além de uma pequena quantidade de álcool, ele tinha maconha e medicação contra ansiedade no organismo quando foi preso, segundo a Justiça.

(Reportagem de David Adams)