Ex-estilista de Nicki Minaj pede na Justiça US$30 milhões em disputa por perucas

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014 20:34 BRT
 

ATLANTA, Estados Unidos, 21 Fev (Reuters) - Um cabeleireiro de celebridades acusou a rapper e ex-jurada do programa "American Idol" Nicki Minaj de furtar seus desenhos para perucas coloridas que ajudaram a dar impulso à carreira dela, de acordo com uma ação apresentada nesta sexta-feira à Justiça Federal, na qual ele busca uma compensação de 30 milhões de dólares.

Terrence Davidson, cujos clientes famosos incluem as cantoras Patti LaBelle e Jennifer Hudson, começou a trabalhar para Nicki em 2010 e criou as perucas dela para eventos de grande repercussão no mundo, alega na ação apresentada em Atlanta.

A rapper também usou perucas feitas por Davidson em um vídeo musical para a canção "Super Bass", argumentou.

Davidson, de 41 anos, afirmou que ele e a equipe de Nicki discutiram a criação de um negócio conjunto que iria incluir perucas e a criação de um reality show sobre um estilista de perucas para celebridades.

Segundo a ação, em 2012 a artista e seus representantes "tomaram firmes medidas para isolar o senhor Davidson e tirar dele a notoriedade que merece por seus projetos de perucas".

Davidson parou de trabalhar para Nicki há mais de um ano e agora a popstar está copiando os modelos de peruca dele e os vendendo on-line, alega na ação.

(Reportagem de David Beasley)