"12 Anos de Escravidão" faz história com Oscar de melhor filme

segunda-feira, 3 de março de 2014 03:05 BRT
 

Por Mary Milliken

LOS ANGELES, 3 Mar (Reuters) - O drama "12 Anos de Escravidão" ganhou o Oscar de melhor filme já na madrugada desta segunda-feira, fazendo história como o primeiro filme de um diretor negro a ganhar a maior honraria da indústria cinematográfica em 86 anos da premiação.

O retrato da escravidão pré-Guerra Civil dos Estados Unidos pelo diretor britânico Steve McQueen também ganhou outras duas estatuetas, incluindo melhor atriz coadjuvante para a novata Lupita Nyong'o e melhor roteiro adaptado baseado no livro de memórias de Solomon Northup, um homem livre vendido como escravos na Louisiana.

"Todo mundo merece não apenas sobreviver, mas viver, este é o legado mais importante de Solomon Northup", disse McQueen em seu discurso ao receber o Oscar.

O filme superou o suspense "Gravidade", do cineasta mexicano Alfonso Cuarón, que, no entanto, acumulou o maior número de estatuetas da noite com sete, incluindo o Oscar de melhor diretor para Cuarón, o primeiro latino-americano a ser premiado nesta categoria.

"Gravidade", estrelado por Sandra Bullock como uma astronauta perdida no espaço ao lado de George Clooney, levou a maioria dos prêmios técnicos, como efeitos visuais e fotografia, uma recompensa por seu trabalho pioneiro em expressar espaço e leveza.

Em um dos anos mais fortes para a produção do cinema na memória recente, os mais de 6.000 eleitores da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas distribuíram estatuetas douradas do Oscar entre os muitos filmes em disputa.

Foi uma boa noite para o longa de baixo orçamento "Clube de Compras Dallas", um filme biográfico de um ativista da Aids que recebeu três prêmios Oscar, incluindo os dois prêmios de atuação masculina.

Matthew McConaughey, com uma reviravolta notável em sua carreira, ganhou como melhor ator por sua interpretação do homofóbico vitimado pela Aids Ron Woodroof, um papel para o qual perdeu 23 quilos.   Continuação...

 
O diretor e produtor Steve McQueen pula para comemorar o Oscar de melhor filme para "12 Anos de Escravidão", nesta segunda-feira, em Los Angeles. 03/03/2014 REUTERS/Lucy Nicholson