George Saunders, autor norte-americano de contos, ganha o prêmio Folio

segunda-feira, 10 de março de 2014 18:40 BRT
 

Por Michael Roddy

LONDRES, 10 Mar (Reuters) - O escritor norte-americano George Saunders, cuja ficção é especialista em reviravoltas "sombriamente lúdicas" do destino, ganhou o prêmio inaugural literário Folio e 40.000 libras (66.500 dólares), nesta segunda-feira, por sua coleção "Tenth of December".

Antes de se tornar escritor, Saunders, 55 anos, era geofísico e trabalhou nos campos de petróleo de Sumatra, na Indonésia. Ele foi selecionado para o novo prêmio a partir de uma lista de oito autores.

Os patrocinadores da premiação disseram que seu objetivo é reconhecer o valor da "melhor ficção de língua Inglesa de todo o mundo" que tenha sido publicada na Grã-Bretanha, independentemente da forma e gênero ou da nacionalidade do autor.

"As histórias de George Saunders são ao mesmo tempo engenhosas e profundas", disse a romancista e poeta inglesa Lavinia Greenlaw, presidente do júri, no comunicado que anunciou o vencedor do prêmio fundado pela Sociedade Folio, uma editora de livros clássicos em formato luxuoso.

"Sombriamente divertidas, elas nos levam à beira de algumas das questões mais difíceis do nosso tempo e nos obrigam a considerar o que está por trás e além disso. Seu tema é o ser humano sob pressão ordinária e extraordinária.

Nascido no Estado do Texas, Saunders é professor de escrita criativa na Universidade de Syracuse, em Nova York.

Escreveu várias coleções de contos, incluindo "Tenth of December" (Bloomsbury), um bestseller na lista do New York Times, assim como livros infantis populares.

(Reportagem de Robin Pomeroy)