March 11, 2014 / 3:18 PM / 3 years ago

Obama faz defesa do programa de saúde do governo em show de comédia

3 Min, DE LEITURA

Obama fala em um palanque no gramado sul da Casa Branca em Washington. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assumiu a missão de convencer os jovens a se cadastrarem no programa de saúde do governo durante participação em show de comédia na terça-feira, onde trocou insultos com o apresentador Zach Galifianakis ao discutir o sistema de saúde conhecido como Obamacare. 10/03/2014Jonathan Ernst

Por Mark Felsenthal

WASHINGTON, 11 Mar (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assumiu a missão de convencer os jovens a se cadastrarem no programa de saúde do governo durante participação em show de comédia na terça-feira, onde trocou insultos com o apresentador Zach Galifianakis ao discutir o sistema de saúde conhecido como Obamacare.

Obama concedeu uma entrevista ao programa "Between Two Ferns with Zach Galifianakis", no site de comédia "Funny or Die". O ator, que atuou em filmes como "Se Beber, Não Case", é conhecido por suas brincadeiras desconcertantes.

Obama teve a chance de divulgar o programa de saúde, mas não antes de ser submetido a perguntas como: "Como é ser o último presidente negro?" e "O que deve ser feito sobre a Ikea do Norte?".

O governo dos EUA está intensificando esforços para aumentar a participação dos jovens na Obamacare, cujo nome oficial é Affordable Care Act.

A participação dos jovens é fundamental para o sucesso do programa, mas os dados do governo dos EUA divulgados em fevereiro mostraram que o segmento de adultos com idades entre 18 anos e 34 anos subiu apenas ligeiramente até o final de janeiro, chegando a 25 por cento do total de cadastros nos planos privados do Obamacare.

Esse índice é bem inferior aos 38 por cento que os funcionários da administração consideram necessários para dar às seguradoras uma forte mistura de membros saudáveis, cujos pagamentos ajudem a compensar o custo de segurados mais velhos e mais enfermos.

A cruzada de Obama para atrair os jovens recebeu a ajuda de cantores como Lady Gaga e John Legend, além de celebridades do esporte, incluindo o ex-astro do basquete Magic Johnson.

No programa "Between Two Ferns", o apresentador Galifianakis não poupou Obama, chamando-o de "nerd" e perguntando se ele vai colocar sua biblioteca presidencial em seu "país de origem", o Quênia.

O presidente tentou entrar na brincadeira e rebateu injúria por injúria. "Quando ouvi que as pessoas realmente assistiam a este show, eu fiquei muito surpreso", disse Obama.

Reportagem de Mark Felsenthal

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below