Jake Gyllenhaal explora identidade em "Enemy", baseado em livro de Saramago

quinta-feira, 13 de março de 2014 13:56 BRT
 

Por Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES, 13 Mar (Reuters) - O que você faria se você ficasse frente a frente com um sósia? O diretor canadense Denis Villeneuve explora essa questão no suspense "Enemy", que estreia nos Estados Unidos na sexta-feira, um filme que se baseia no romance de José Saramago "O Homem Duplicado", de 2002.

Jake Gyllenhaal, de 33 anos, faz os papéis de Adam Bell, um professor lutando para se comprometer com um relacionamento, e Anthony St. Claire, um ator iniciante casado. Os dois homens não tem nenhum parentesco, mas são idênticos.

Adam descobre seu sósia ao assistir a um filme obscuro e inicia uma busca obsessiva por Anthony. Quando os dois se encontram, suas vidas se entrelaçam. Gyllenhaal, que teve de usar efeitos especiais, disse que o filme foi "a experiência criativa mais gratificante" para ele.

"Nunca tive a oportunidade de sentir o que era agir contra meus instintos, foi uma experiência que me deixou mais modesto", disse ele em uma entrevista cheia de risadas.

"Enemy", divulgado como um suspense erótico, mostra Adam enfrentando uma crise de identidade. "A viagem interna é a mais interessante para mim ", disse o ator.

Gyllenhaal recebeu elogios da crítica no ano passado por sua atuação como o detetive obsessivo Loki em "Os Suspeitos" de Villeneuve, um suspense sobre o sequestro de crianças co-estrelado por Hugh Jackman . "Os Suspeitos" foi feito depois de "Enemy" e promoveu o encontro de Gyllenhaal com o diretor.

"Enemy" foi muito mais indulgente artisticamente pela maneira que estávamos experimentando com forma e processo", disse Gyllenhaal.

"Eu definitivamente não era o centro das atenções em 'Os Suspeitos', eu estava fazendo a minha parte, ao lado de muitos atores mais talentosos do que eu. Denis disse muito especificamente para mim antes de começarmos 'Os Suspeitos'... 'Você não vai receber a minha atenção da maneira que recebeu'", acrescentou.