Musical "Rocky" faz sucesso na Broadway com empolgante luta final

sexta-feira, 14 de março de 2014 14:58 BRT
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK, 14 Mar (Reuters) - Com um ringue de boxe em tamanho real, telões gigantes e magia tecnológica, o musical "Rocky" empolgou o público da Broadway com um final emocionante, mas, no geral, críticos disseram que o espetáculo não é nenhum nocaute.

O musical, que estreou na quinta-feira à noite, é baseado no filme de Sylvester Stallone de 1976, ganhador do Oscar de melhor filme, que mostra as dificuldades de um pugilista do sul da Filadélfia que se apaixona por uma moradora local e consegue a chance de sua vida de lutar contra o atual campeão.

O veterano da Broadway Andy Karl, que estrelou "Jersey Boys" e "Wicked", assume o papel que foi de Stallone como Rocky Balboa, e Margo Seibert, em sua estreia na Broadway, é Adrian, a tímida funcionária de uma pet shop que conquista o coração do lutador.

"Graças a esses atores excelentes, você torce por Rocky, o romântico com tartarugas de estimação, e Adrian, a garota que ele convence a sair de sua concha", disse o New York Daily News.

O Hollywood Reporter disse que Karl se aproxima do modelo de Stallone como Rocky, mas injeta uma nova vitalidade e humor ao personagem.

"A química delicada entre Karl e Seibert aquece seu estranho romance, e os solos de Adrian, as melancólicas "Raining" e "I'm Done", em que ela, finalmente, se afirma... estão entre os melhores números", disse.

Mas o que realmente agradou o público foi o final, a sequência de luta em que Rocky enfrenta o campeão Apollo Creed, interpretado com entusiasmo por Terence Archie ("Ragtime"), que originou o papel na primeira montagem do musical, em Hamburgo, na Alemanha, em 2012.

No final, os espectadores das primeiras fileiras são levados para a arquibancada criada no palco, à medida que o ringue de boxe avança sobre o teatro para a grande luta, e o público cumprimenta os lutadores enquanto eles passam pelos corredores para o ringue.   Continuação...