Kanye West é colocado sob liberdade condicional por briga com fotógrafo

terça-feira, 18 de março de 2014 10:46 BRT
 

LOS ANGELES, 18 Mar (Reuters) - O rapper Kanye West foi colocado em liberdade condicional por dois anos e terá de fazer serviço comunitário e sessões de terapia, de acordo com decisão de um tribunal na segunda-feira, sobre um processo em que ele não contestou as acusações decorrentes de uma briga com um fotógrafo no ano passado, informou um porta-voz do tribunal.

Vencedor do Grammy, West, de 36 anos, não compareceu ao Tribunal Superior de Los Angeles e sua defesa foi realizada pelo advogado Blair Berk. O fotógrafo Daniel Ramos participou da audiência ao lado da advogada Gloria Allred.

West foi colocado em liberdade condicional por 24 meses e terá que completar 240 horas de serviço comunitário e 24 sessões de terapia.

Ele terá de voltar aos tribunais para uma audiência sobre compensação e atualização de seu progresso em 17 de julho.

West e Ramos se envolveram em uma briga do lado de fora do Aeroporto Internacional de Los Angeles, em julho, o que foi registrado em um vídeo divulgado no site de notícias de celebridades TMZ. No vídeo, o rapper ataca Ramos.

West tornou-se um alvo frequente de paparazzi depois do romance iniciado no ano passado com estrela de reality show Kim Kardashian. O primeiro filho do casal, uma menina chamada North West, nasceu em junho, e agora eles devem se casar.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)