Representante de L' Wren Scott nega que empresária tivesse problemas financeiros

sexta-feira, 21 de março de 2014 21:01 BRT
 

NOVA YORK, 21 Mar (Reuters) - O representante da estilista L'Wren Scott, que cometeu suicídio esta semana, negou que sua empresa de moda estivesse passando por dificuldades e disse que ela planejava reestruturar o negócio como um todo.

A PR Consulting, que representa Scott e sua empresa, a LS Fashion Limited, informou em um comunicado nesta sexta-feira que os dados financeiros sobre sua empresa divulgados na mídia eram "enganosos e imprecisos".

"Seu negócio em geral tinha apenas sete anos e, apesar de algumas áreas da empresa ainda não terem atingido o seu potencial, outras partes tiveram sucesso", diz o comunicado.

"A sra. Scott estava considerando uma reestruturação de seu negócio como um todo."

Apesar de o balanço da empresa apresentado em outubro passado, em Londres, mostrar um registro de prejuízo de 4,3 milhões de euros (5,99 milhões de dólares) em 2012 - no ano anterior, a perda fora de 3 milhões de euros -, seus representantes disseram que as perspectivas de longo prazo eram encorajadoras.

L'Wren, de 49 anos, que era namorada de cantor Mick Jagger, dos Rolling Stones, foi encontrada morta em seu apartamento luxuoso em Manhattan na segunda-feira. O médico legista concluiu que a ex-modelo e estilista cometeu suicídio por enforcamento.

(Reportagem de Patricia Reaney)