Ex-apresentador do Animal Planet é condenado por venda ilegal de lagartos

terça-feira, 25 de março de 2014 18:20 BRT
 

25 Mar (Reuters) - Donald Schultz, o ex-apresentador de um popular programa no canal de TV Animal Planet, no qual eram exibidos alguns dos animais mais perigosos para o homem no mundo, foi condenado por um tribunal federal da Califórnia nesta terça-feira a prestar serviço comunitário e pagar multa de 9.000 dólares pela venda ilegal online de dois lagartos ameaçadas de extinção.

Schultz se declarou culpado no ano passado por tentar vender o lagarto-monitor-do-deserto (ou varana-cinzento) a um agente federal disfarçado que respondeu a um anúncio online em 2010, no qual se pedia cerca de 3.000 dólares pelos répteis, de acordo com funcionários no escritório do procurador dos EUA para o Distrito Central da Califórnia.

O ex-apresentador do programa "Wild Recon", da TV Animal Planet, foi acusado de violar a Lei de Espécies Ameaçadas, uma lei federal que protege e recupera espécies e ecossistemas em perigo.

De acordo com procuradores federais, Schultz se reuniu com um agente disfarçado que se passou por um potencial comprador, em sua casa em Los Angeles, onde ele concordou em enviar os répteis para outro comprador em Buffalo, Nova York.

Os monitores-do-deserto, uma espécie de lagarto-monitor encontrada no Norte da África e Sul da Ásia, foram recuperados por um agente federal em Nova York.

(Reportagem de Victoria Cavaliere)