"Velocidade insegura" causou acidente que matou ator Paul Walker

quarta-feira, 26 de março de 2014 10:56 BRT
 

Por Eric Kelsey

LOS ANGELES, 26 Mar (Reuters) - O acidente que matou no ano passado o ator Paul Walker, de "Velozes e Furiosos", foi causado por excesso de velocidade, e não por uma falha mecânica, disseram autoridades de Los Angeles na terça-feira, concluindo uma investigação de quase quatro meses.

O Porsche Carrera GT vermelho guiado por um amigo de Walker, Roger Rodas, de 38 anos, estava a uma velocidade entre 80 e 93 milhas por hora (entre 129 e150 quilômetros por hora) quando o motorista perdeu o controle e bateu em árvores e um poste na localidade de Santa Clarita, na Califórnia.

"Os investigadores determinaram que a causa da colisão fatal com o veículo sozinho foi a velocidade insegura para as condições da estrada", disse o xerife do condado de Los Angeles, Mike Parker, em nota.

Parker disse que o carro, fabricado em 2005, havia sido modificado para se tornar mais potente, mas não tinha nenhum defeito que pudesse provocar o acidente, segundo os peritos.

O limite de velocidade na estrada onde o acidente ocorreu é de 45 milhas (72 quilômetros) por hora.