Medalha de Nobel da Paz é vendida por US$ 1,1 milhão em leilão

sexta-feira, 28 de março de 2014 18:54 BRT
 

28 Mar (Reuters) - Uma medalha do Prêmio Nobel da Paz de 1936, a segunda medalha dessa premiação a ser leiloada, foi vendida por 1,1 milhão de dólares para um colecionador particular da Ásia, informou a casa de leilões Stack's Bowers nesta sexta-feira.

Quatro colecionadores de todo o mundo fizeram ofertas agressivas pela medalha no leilão, realizado em Baltimore, no Estado norte-americano do Maryland, na quinta-feira à noite, empurrando o preço final, que incluiu o seguro do comprador, para um valor bem acima da estimativa de pré-venda, que era de até 100.000 dólares.

"É uma espécie de troféu final. Nós a chamamos de a medalha mais famosa do mundo", disse John Kraljevich, consultor da Bowers de Stack's Bowers, em uma entrevista.

Desde 1901, o Prêmio Nobel da Paz foi concedido 94 vezes, segundo o site da premiação. Quinze deles foram entregues a mulheres.

A medalha de 1936 foi vendida pelo espólio de um colecionador particular de Nova York, que a tinha possuído por cerca de uma década. Ela havia sido concedida a Carlos Saavedra Lamas, ministro das Relações Exteriores da Argentina, por seu papel no término da Guerra do Chaco, entre o Paraguai e a Bolívia, e por seu empenho por um pacto antiguerra sul-americano, assinado em 1933. Saavedra Lamas morreu em 1959.

"Em essência, quem está colecionando medalhas está colecionando história. Obviamente, a história do século 20 é, em muitos aspectos, escrita por quem recebe essa medalha. Esta conta a história de um conflito sangrento na América do Sul", disse Kraljevich.

Uma medalha do Prêmio Nobel da Paz de 1903 foi vendida por cerca de 17 mil dólares em um leilão em 1985, em Londres.

(Reportagem de Patricia Reaney)