Jude Law interpreta gângster em "Dom Hemingway"

terça-feira, 1 de abril de 2014 12:59 BRT
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK, 1 Abr (Reuters) - Com nove quilos a mais, uma barriga impressionante e dentes feios, o ator Jude Law, mais conhecido por seus papéis de "menino de ouro", transforma-se em um desprezível e agressivo gângster do sudeste de Londres no filme "Dom Hemingway".

O ator indicado ao Oscar por "O Talentoso Ripley" e "Cold Mountain" aparece pela primeira vez fora de forma, desarrumado e com uma propensão para proferir discursos cheios de palavrões.

No filme, que estreia nos cinemas norte-americanos na quarta-feira, Law interpreta Dom Hemingway, um trapaceiro agressivo, que ficou preso 12 anos por não delatar seu chefe no crime.

Ele pagou um preço alto por sua lealdade, incluindo anos perdidos, oportunidades perdidas e o distanciamento da filha, e quer receber seu dinheiro e recuperar o tempo perdido.

O papel possibilitou a Law, aos 41 anos, explorar as ruas do sudeste de Londres de sua infância e abandonar os vestígios remanescentes de sua imagem de ídolo de matinê.

"O menino de ouro nunca foi uma imagem que eu saí procurando. Isso era algo que me diziam que eu era", disse Law.

"Para mim, foi sempre: 'e daí, é só trabalho'. E agora, depois de ter caminhado por esses campos minados e sobrevivido, e tendo trabalhado durante 20 e tantos anos, parece que finalmente agora passamos por esse obstáculo e podemos nos concentrar em falar sobre o trabalho", acrescentou.

A partir da cena de abertura, o personagem destaca sua masculinidade, através de bebedeiras e brigas, e Law não se poupa para fazer Hemingway, que é completamente oposto ao aristocrata russo Karenin, que ele interpretou no drama de 2012 "Anna Karenina" baseado no livro de Liev Tostói de 1877.

"A alegria desse trabalho é interpretar esses personagens diferentes", disse.

O site film.com considerou a interpretação de Hemingway "o melhor desempenho da carreira" de Law, e o jornal Daily Record da Escócia disse que ele "preenche a tela com um personagem gloriosamente exagerado".