Último carro dirigido por Elvis Presley será exposto na Carolina do Norte

sábado, 5 de abril de 2014 13:07 BRT
 

WINSTON-SALEM, EUA, 5 Abr (Reuters) - Em 1977, Elvis Presley, que teve mais de 200 automóveis e cantou "No Room to Rhumba in a Sports Car" ("Não dá pra dançar rumba em um carro esporte"), assumiu o volante de um de seus carros favoritos naquele que seria seu último passeio.

Depois que Elvis voltou para casa com seu Stutz Blackhawk III preto de 1973, poucas horas antes de sua morte, o veículo de 230 cavalos de potência, motor V8 e estofamento de couro vermelho e detalhes de ouro 18 quilates ficou praticamente à toa durante décadas em Graceland.

O carro clássico estará à mostra nesta semana na Carolina do Norte pela primeira vez desde que passou por uma reforma para voltar a funcionar sem perder nenhum dos vínculos físicos com o Rei do Rock.

"Ainda tem o DNA de Elvis nele", disse Walt Hollifield, colecionador de carros e restaurador escolhido para supervisionar o trabalho de preservação, que durou três meses.

O Stuz será exibido em uma feira automobilística no Charlotte Motor Speedway até domingo, e depois levado de volta ao museu de automóveis de Graceland, em Memphis, para ser exposto ao lado de mais de 20 outros carros da coleção de Elvis.

(Por Colleen Jenkins)