Diretor de "X-Men" é acusado de drogar e estuprar um adolescente

quinta-feira, 17 de abril de 2014 21:04 BRT
 

LOS ANGELES, 17 Abr (Reuters) - O diretor Bryan Singer, semanas antes do lançamento de "X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido", novo título da franquia "X-Men", foi acusado de drogar e estuprar um adolescente na Califórnia e no Havaí no fim da década de 1990.

A ação apresentada na quarta-feira na corte do Havaí alega que Singer, de 48 anos, usou sua influência como pessoa familiarizada com Hollywood, além de uma variedade de drogas e álcool, para forçar o menino a fazer sexo anal e oral prometendo papéis em filmes.

Michael Egan solicitou uma compensação não especificada e um julgamento depois dos vários abusos em festas em casas na Califórnia e no Havaí no fim da década de 1990, de acordo com a ação.

O advogado de Singer, Marty Singer, disse que as acusações "não têm mérito" e são "absurdas e difamatórias".

"É óbvio que esta ação foi apresentada como tentativa de obter publicidade no momento em que o novo filme de Bryan está prestes a estrear", disse Singer em um comunicado.

(Reportagem de Eric Kelsey)