Soprano Montserrat Caballé é acusada de fraude fiscal na Espanha

terça-feira, 29 de abril de 2014 18:29 BRT
 

MADRI, 29 Abr (Reuters) - Promotores espanhóis acusaram Montserrat Caballé, uma das sopranos mais conhecidas do mundo, de evasão fiscal por não ter declarado cerca de 500.000 euros de rendimentos, de acordo com um documento de um tribunal revelado nesta terça-feira.

O documento acusa Montserrat, de 80 anos, de não declarar a renda de apresentações feitas em 2010 em Andorra, um principado situado nas montanhas dos Pirineus Orientais entre a Espanha e a França.

A soprano, conhecida por suas apresentações de ópera italiana, também é famosa por ter colaborado com o falecido cantor Freddie Mercury, do grupo de rock Queen, no álbum de sucesso Barcelona - a cidade de seu nascimento - e com o tenor Luciano Pavarotti, também já falecido.

A Espanha vem reprimindo a evasão fiscal, já que o governo tenta encher os cofres públicos e controlar um grande déficit fiscal resultante de uma crise econômica prolongada.

Montserrat não estava imediatamente disponível para comentar a acusação.

Algumas das investigações fiscais de maior destaque na Espanha estão centradas na princesa Cristina, filha mais nova do rei Juan Carlos, e no jogador de futebol argentino Lionel Messi, do Barcelona, um dos atletas mais bem pagos do mundo.

(Reportagem de Inmaculada Sanz)

 
A soprano espanhola Montserrat Caballé se apresenta em Santander, no norte da Espanha, em dezembro de 2006. 09/12/2006 REUTERS/Victor Fraile