Dois parques nacionais dos EUA proíbem uso de aviões de controle remoto

terça-feira, 6 de maio de 2014 12:01 BRT
 

Por Mary Papenfuss

6 Mai (Reuters) - Dois parques nacionais dos Estados Unidos proibiram aeronaves em miniatura controladas remotamente em seu espaço aéreo, afirmando que os mecanismos podem assustar animais selvagens e até mesmo perturbar os hábitos de nidificação das aves.

O Zion National Park, em Utah, alertou os visitantes na segunda-feira para não trazerem os aviões, dizendo que as miniaturaa ficam zunindo através de cânions, espantaram um rebanho de carneiros selvagens e ruidosamente sobrevoam as trilhas perturbando os visitantes.

A advertência do Zion foi feita apenas alguns dias depois de o Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, emitir um alerta semelhante.

"Vi aviões zunindo em um campo, onde as pessoas queriam ouvir os pássaros cantar ou o som do vento nas árvores ", disse Scott Gediman, funcionário do Yosemite.

Tanto o Zion como o Yosemite citaram uma lei federal que permite a utilização de aeronaves nos parques apenas com permissão ou em emergências. A pena por violar a regra pode ser de até 6 meses de prisão e multa de 5.000 dólares, de acordo com um comunicado do Zion.

No Yosemite, os visitantes vêm usado cada vez mais esses drones nos últimos anos, informou um comunicado à imprensa na sexta-feira.

"Os aviões de controle remoto têm sido usados para filmar alpinistas subindo rotas de escalada, a vista acima das copas das árvores e imagens aéreas do parque", disse o comunicado do Yosemite.

Imagens gravadas por esses aviões são populares no YouTube.

Os funcionários dos parques estão particularmente preocupados com a perturbação aos falcões peregrinos em ninhos em penhascos espetaculares do Yosemite, disse Gediman. Esses equipamentos também criaram riscos potenciais para funcionários em helicópteros que tentam resgatar alpinistas em apuros, disse Gediman.