Nokia diz contar com experiência diante do Google

segunda-feira, 22 de setembro de 2008 15:22 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - A Nokia está bem preparada para a incursão do Google no setor de telefonia móvel, graças a anos de experiência em desenvolvimento de produtos e aos milhões de celulares que tem no mercado, disse um importante executivo da empresa à Reuters.

Os detalhes do plano do Google para entrar no mercado de software para celulares devem ser anunciados na terça-feira, quando a T-Mobile USA exibirá o primeiro celular baseado na plataforma Android, do Google, em Nova York, afirmaram fontes familiarizadas com o plano.

Em resposta à chegada iminente do Google ao mercado, a Nokia, maior fabricante mundial de celulares, anunciou em junho que havia adquirido as participações dos demais acionistas da Symbian, produtora britânica de software para celulares inteligentes, por 410 milhões de dólares, e entregaria o software ao controle de uma organização sem fins lucrativos, tornando-o gratuito.

"Acredito que o fato de que exista uma plataforma madura que está sendo transferida ao ambiente de código aberto mude o jogo", disse David Rivas, vice-presidente de tecnologia da divisão S60 da Nokia, a plataforma que opera com software Symbian.

"As escolhas até agora eram escolher entre software proprietário e maduro ou software de código aberto, mas imaturo. Agora, entretanto, existe a opção de um software maduro e aberto", disse Rivas.

Nokia, Motorola, Sony Ericsson e outras empresas contribuirão com ativos para a Symbian Foundation, uma organização sem fins lucrativos que unirá fabricantes de celulares, operadoras de telefonia móvel e fabricantes de chips de comunicações a fim de criar uma plataforma de fonte aberta.

Rivas aponta para os 226 milhões de celulares Symbian que foram vendidos até o final de junho, alegando que eles oferecem uma vantagem à Symbian sobre as novas plataformas do Google e Apple .

"Todos os programadores tendem, quando chega a hora de decidir, a procurar por algo que tenha impacto no contexto de volume", disse Rivas.

Existiam 92 novos telefones com Symbian em desenvolvimento no final de junho, enquanto 249 modelos já utilziam o sistema operacional.